NOSSA MISSÃO

Divulga artigos de pesquisas científicas escritos por cientistas e pesquisadores SUD.s e não SUD.s, profissionais e amadores, a respeito da arqueologia, antropologia, geografia, sociologia, cronologia, história, linguística, genética e outras ciências relacionadas à cultura de “O Livro de Mórmon - Outro Testamento de Jesus Cristo”, uma das quatro obras padrão de “A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”.

O Livro de Mórmon conta a história dos descendentes do povo de Leí, (profeta da casa de Manassés), que saiu de Jerusalém no ano 600 a.C. (pouco antes do Cativeiro Babilônico) e viajou durante 8 anos pelo deserto da Arábia às margens do Mar Vermelho, até chegar na América (após 2 anos de navegação), desembarcando provavelmente em algum lugar da Mesoamérica (região que inclui o sul do México, Guatemala, Belize, El Salvador, Honduras, Nicarágua e parte de Costa Rica), mais precisamente a região vizinha à cidade de Izapa, no sul do México, onde, presumem os estudiosos, tenha sido o local de assentamento da primeira povoação desses colonizadores hebreus .

Este blog não é patrocinado nem está ligado oficialmente a qualquer denominação religiosa. Todo conteúdo apresentado aqui representa a opinião e é de total e exclusiva responsabilidade de seus autores, que sempre estão devidamente identificados.

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

LINGUÍSTICA - Egício Reformado: "Na Língua de Meus Pais"

 4ª DE QUATRO PARTES


Richard G. Grant.

© Copyright 1999
Tradutor Elson C. Ferreira – Curitiba/Brasil – Julho/2013

·       Conclusão


·       Referências

Duas Interessantes Coincidências
Egípcio Reformado tem Sido Encontrado na África?

http://tesourobibliografico.files.wordpress.com/2011/11/anthon.jpg?w=640

Acima mostramos um facsímile do Transcrito de Anthon. Abaixo [temos] uma representação de uma porção de um antigo documento da Núbia (atual Sudão). Acredita-se que o povo desse país escapou do Egito aproximadamente em 651 a.C. Sua escrita, chamada  meroitico, é considerada uma forma modificado da escrita egípcia. Semelhantemente ao Transcrito de Anthon, a escrita desse documento também nunca foi decifrada.

Note a similaridade em muitos dos caracteres desses dois documentos. Observe a total semelhança das duas escritas. Lembre-se [de que] cada [um deles] é reconhecido ser uma modificação única de sua aparentada escrita egípcia.

O Transcrito de Anthon e os Textos Maias

Noutra interessante coincidência foi demonstrado que dois selos cilíndricos mesoamericanos contêm caracteres que são impressionantemente similares aos caracteres do Transcrito de Anthon.(8) Um selo cilíndrico (algumas vezes chamado de “selo de rolo”) é um cilindro cerâmico usualmente gravado em relevo com alguma forma de caracteres ou símbolos oficiais. Tais cilindros eram usados antigamente para gravar, usualmente em cera [ou betume], um selo oficial. Rolando o cilindro sobre a cera as palavras e símbolos gravados no cilindro são impressos na cera macia.


Acima é mostrado um desses selos junto com sua imagem. Este cilindro foi encontrado em Tlátilco, no Vale do México. Dos 28 caracteres identificáveis neste cilindro, 26 têm mostrado terem um estreito relacionamento com os caracteres do Transcrito de Anthon. O segundo cilindro, encontrado em La Venta, Tabasco, é um pequeno fragmento com apenas dez caracteres preservados, entretanto, foram identificados equivalentes para todos eles no Transcrito de Anthon.

Conclusão

·      Sim, o egípcio reformado existe.
·      Seja qual for a verdadeira opinião de Charles Anthon, alguma coisa naquela experiência convenceu Martin Harris.
·      Temos hoje um provável exemplo dos caracteres em egípcio reformado do Livro de Mórmon. Os caracteres mostrados naquele exemplo apresentam uma forte semelhança com outros caracteres encontrados no Antigo e no Novo Mundo.

 Referências:

1. Meu material em egípcio reformado tem sido principalmente extraídos da obra Reformed Egyptian, de Wilam Hamblin, publicado pela FARMS.
2. Millet, Robert, The Influence of the Brass Plates, em The Book of Mormon: Second Nephi, The Doctrinal Structure, Monte Nyman, & Charles Tate, ed., p. 208.
3. Sorenson, John, The Book of Mormon as a Mesoamerican Record, em Book of Mormon Authorship Revisited, Noel Reynolds, ed., pp. 450-51.
4. Smith, Lucy Mack, History of the Prophet Joseph Smith, (1954), p. 114. Ver também, Joseph Smith — História, 1:62-63.
5. Kimball, Stanley B. The Anthon Transcript: People, Primary Sources, and ProblemsBYU Studies, Vol. 10, No. 3, p. 335. Também disponível num documento da FARMS com o mesmo nome. Muito dessa seção neste artigo aparece em material encontrado nesse documento.
6. Kirkham, Francis W., A New Witness for Christ in America, Special Fourth Edition, Vol. 1 p. 420.
7. Op. Cit., Kimball, p. 339.
8. Jones, Carl Hugh, The 'Anthon Transcript' and Two Mesoamerican Cylinder Seals. Esta é uma reimpressão de um document da FARMS apresentado em 1969 à Society for Early Historic Archaeology (S.E.H.A). Carl Hugh Jones era o curador de antropologia na Nebraska State Historical Society. Este artigo também inclui um extensive estudo dos caracteres encontrados no Transcrito de Anthon.