NOSSA MISSÃO

Divulga artigos de pesquisas científicas escritos por cientistas e pesquisadores SUD.s e não SUD.s, profissionais e amadores, a respeito da arqueologia, antropologia, geografia, sociologia, cronologia, história, linguística, genética e outras ciências relacionadas à cultura de “O Livro de Mórmon - Outro Testamento de Jesus Cristo”, uma das quatro obras padrão de “A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”.

O Livro de Mórmon conta a história dos descendentes do povo de Leí, (profeta da casa de Manassés), que saiu de Jerusalém no ano 600 a.C. (pouco antes do Cativeiro Babilônico) e viajou durante 8 anos pelo deserto da Arábia às margens do Mar Vermelho, até chegar na América (após 2 anos de navegação), desembarcando provavelmente em algum lugar da Mesoamérica (região que inclui o sul do México, Guatemala, Belize, El Salvador, Honduras, Nicarágua e parte de Costa Rica), mais precisamente a região vizinha à cidade de Izapa, no sul do México, onde, presumem os estudiosos, tenha sido o local de assentamento da primeira povoação desses colonizadores hebreus .

Este blog não é patrocinado nem está ligado oficialmente a qualquer denominação religiosa. Todo conteúdo apresentado aqui representa a opinião e é de total e exclusiva responsabilidade de seus autores, que sempre estão devidamente identificados.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

LINGUÍSTICA - Quetzalcoatl, O Grande Deus Branco

 Joseph Allen
Extraido de seu livro "Exploring the Lands of the Book of Mormon"
(Explorando as Terras do Livro de Mórmon)
www.ancientamerica.org

Tradutor Elson Carlos Ferreira – Curitiba/Brasil –Janeiro/2004
dejerusalemasamericas@gmail.com

“E aconteceu que, ao entenderem, voltaram outra vez os olhos para o céu; e eis que viram um Homem descendo do céu; e ele estava vestido com um túnica branca; e ele desceu e colocou-se no meio deles; e os olhos de toda a multidão estavam voltados para ele e não se atreviam a abrir a boca, nem sequer uns para os outros; e não sabiam o que aquilo significava, porque supunham que era um anjo que lhes aparecera”. (3 Néfi 11:8)

Virtualmente todos os escritores do século XVI escreveram a respeito de um deus branco chamado Quetzalcoatl (KETZ-AL-CÔ-TOL). Esta tradição é forte e repetida. Todo escolar no México estuda Quetzalcoatl e sabe a importância de seu papel.

A palavra "quetzal" significa plumas ou penas. Um belo pássaro nativo da Guatemala leva o nove de quetzal. Quetzalcoatl, portanto, significa "serpente emplumada" ou serpente com preciosas penas (veja nosso web site para a ilustração). A palavra é o nome da moeda na Guatemala e também o símbolo nacional desse país.

Através da história pré-columbiana mexicana, muitos indivíduos, tanto mitológicos quanto reais, receberam o nome ou o título de Quetzalcoatl. Tentativas têm sido feitas a fim de atribuir este nome a somente uma pessoa. As seguintes citações são indicações daquilo que é dito a respeito de Quetzalcoatl.

- Em todo o passado da América, nenhuma figura é mais emocionante, mais tentadora ou mais frustrante do que o Belo Deus Quetzalcoatl. (Irwin 1963:33)

- Quetzalcoatl foi um homem de graciosa aparência e séria disposição. Seu semblante era branco, e ele usava barbas. Sua maneira de vestir consistia de um longo e esvoaçante manto. (Ixtlilxochitl: 45)

"Assim como nossa era começou com Jesus Cristo, assim também a dos astecas e seus predecessores começou aproximadamente no mesmo tempo, com Quetzalcoatl. Sua imagem, ou símbolo, a serpente emplumada, tinha para o povo pré-colombiano a mesma força evocativa que tem o crucifixo para a cristandade." (Sejourne 1957:25)

"A história da vida da divindade mexicana Quetzalcoatl assemelha-se muito à vida do Salvador, e aproxima-se tanto que não poderíamos chegar a qualquer outra conclusão a não ser a de que Quetzalcoatl e Jesus Cristo são a mesma pessoa." (Taylor 201)

Nós devemos, entretanto, exercer precaução enquanto correlacionamos Jesus Cristo e Quetzalcoatl como personagens idênticos em virtude do fato de que o herói cultural do Século X chamado Ce Acatl Topiltzin Quetzalcoatl tomou sobre si o título da divindade Quetzalcoatl, (assim como muitos outros). No entanto, a divindade Quetzalcoatl aparentemente tinha sua origem na visita de Jesus Cristo ao continente Americano. (veja Allen 1970.)

Similaridades entre Jesus Cristo e Quetzalcoatl incluem o seguinte:
Tanto Cristo quanto Quetzalcoatl foram reconhecidos como o Criador de todas as coisas. (Mosias 4:2;Saenz 1962:19, 40) 


  • Tanto Cristo quanto Quetzalcoatl nasceram de virgens. (Alma 7: 10; Gamiz 95)
  • Tanto Cristo quanto Quetzalcoatl foram descritos como sendo brancos ou vestidos com mantos brancos. (3 Néfi 11:8; Torquemada 47)
  • Tanto Cristo quanto Quetzalcoatl realizaram milagre. (3 Néfi 26:15; Sejourne 136‑137)
  • Tanto Cristo quanto Quetzalcoatl ensinaram a ordenança do batismo. (3 Néfi 11:23; Irwin 1963:170)
  • Tanto Cristo quanto Quetzalcoatl profetizaram sobre eventos futuros. (Ixtlilxochitl: 40)
  • Tanto Cristo quanto Quetzalcoatl foram universais em vez de serem reconhecidos apenas como deuses locais. (3 Néfi 16: 1; Sejourne 1962)
  • Uma grande destruição foi associada tanto a Cristo quanto a Quetzalcoatl, exatamente no mesmo período da história. (3 Néfi 8:5; Ixtlilxochitl: 40)
  • A cruz foi um símbolo atribuído tanto a Cristo quanto a Quetzalcoatl. (3 Néfi 27:14; Irwin 1963:165)
  • Tanto Cristo quanto Quetzalcoatl enviaram discípulos para pregar sua palavra. (3 Néfi 12:1; Wirth 1978:55)
  • Tanto Cristo quanto Quetzalcoatl prometeram que voltariam uma segunda vez. (2 Néfi 6:14; Sahagun 1:40)
  • Uma nova estrela é associada com Cristo e com Quetzalcoatl.(3Néfi 121; Anales de Cuauhtitlan 7)
  • Os filhos tanto de Cristo quanto de Quetzalcoatl se tornarão herdeiros da terra. (4 Néfi 1: 17; Ixtlilxochitl: 40)
O símbolo da serpente tem sido associado com as deidades do México e da Guatemala. Na linguagem Asteca, a palavra "coatl" significa serpente. Colocando a palavra asteca "quetzal" na frente da palavra "coatl" temos a palavra "Quetzalcoatl".

Copyright © 1999-2002 Ancient America Foundation.