NOSSA MISSÃO

Divulga artigos de pesquisas científicas escritos por cientistas e pesquisadores SUD.s e não SUD.s, profissionais e amadores, a respeito da arqueologia, antropologia, geografia, sociologia, cronologia, história, linguística, genética e outras ciências relacionadas à cultura de “O Livro de Mórmon - Outro Testamento de Jesus Cristo”, uma das quatro obras padrão de “A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”.

O Livro de Mórmon conta a história dos descendentes do povo de Leí, (profeta da casa de Manassés), que saiu de Jerusalém no ano 600 a.C. (pouco antes do Cativeiro Babilônico) e viajou durante 8 anos pelo deserto da Arábia às margens do Mar Vermelho, até chegar na América (após 2 anos de navegação), desembarcando provavelmente em algum lugar da Mesoamérica (região que inclui o sul do México, Guatemala, Belize, El Salvador, Honduras, Nicarágua e parte de Costa Rica), mais precisamente a região vizinha à cidade de Izapa, no sul do México, onde, presumem os estudiosos, tenha sido o local de assentamento da primeira povoação desses colonizadores hebreus .

Este blog não é patrocinado nem está ligado oficialmente a qualquer denominação religiosa. Todo conteúdo apresentado aqui representa a opinião e é de total e exclusiva responsabilidade de seus autores, que sempre estão devidamente identificados.

segunda-feira, 24 de julho de 2017

ARQUEOLOGIA - Evidências de Jesus Cristo na América

Richard Keith Miner
July 9, 1924 ~ March 7, 2017 (idade 92)
Tradutor: Elson C. Ferreira – Curitiba/Brasil – 2005
de-jerusalem-as-americas.blogspot.com
de.jerusalem.as.americas@gmail.com

Templo da Serpente Emplumada, em Xochicalco, adornado com uma serpente emplumada totalmente
zoomórfica

Das histórias, tradições, ritos, rituais, costumes e doutrinas do povo da Mesoamérica, América do Sul e do Norte, aprendemos o seguinte:

(As palavras sublinhadas são citações destas fontes; as palavras em parênteses são suposições de Richard K. Miner, que extraiu estas informações)
Quatro irmãos, chamados pelos nomes de Balam-Quitze, Balam-Acab, Mahucuta e Ilui-balam, (Néfi, Sam, Lamã e Lemuel?), descendentes de Llocab (Jacó?), com suas esposa de Tulan in Zuyva (Abundância, na Arábia?) foram dirigidos através do mar num barco por meio de um dom de Nacxit (Deus?) chamado de Giron-Gagel (Liahona?) na direção da América, onde se estabeleceram em Huehue-Tlapallan (antiga Terra de Abundância?) localizada na região de Chiapas-Tabasco, aproximadamente no ano 500 a.C. (583 a.C.?). Eles se chamaram Toltecas, significando “homens sábios” e também Nahuales.