NOSSA MISSÃO

Divulga artigos de pesquisas científicas escritos por cientistas e pesquisadores SUD.s e não SUD.s, profissionais e amadores, a respeito da arqueologia, antropologia, geografia, sociologia, cronologia, história, linguística, genética e outras ciências relacionadas à cultura de “O Livro de Mórmon - Outro Testamento de Jesus Cristo”, uma das quatro obras padrão de “A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”.

O Livro de Mórmon conta a história dos descendentes do povo de Leí, (profeta da casa de Manassés), que saiu de Jerusalém no ano 600 a.C. (pouco antes do Cativeiro Babilônico) e viajou durante 8 anos pelo deserto da Arábia às margens do Mar Vermelho, até chegar na América (após 2 anos de navegação), desembarcando provavelmente em algum lugar da Mesoamérica (região que inclui o sul do México, Guatemala, Belize, El Salvador, Honduras, Nicarágua e parte de Costa Rica), mais precisamente a região vizinha à cidade de Izapa, no sul do México, onde, presumem os estudiosos, tenha sido o local de assentamento da primeira povoação desses colonizadores hebreus .

Este blog não é patrocinado nem está ligado oficialmente a qualquer denominação religiosa. Todo conteúdo apresentado aqui representa a opinião e é de total e exclusiva responsabilidade de seus autores, que sempre estão devidamente identificados.

sábado, 26 de junho de 2010

ANTROPOLOGIA - Vestimentas Custosas

Alan C. Miner
Tirado de Step by Step Through the Book of Mormon
(Passo a Passo Através do Livro de Mórmon)
www.ancientamerica.org 
  
Tradutor Elson Ferreira - Curitiba/Brasil - Fevereiro/2007
dejerusalemasamericas@gmail.com

Em Alma 1:6 diz que, como resultado de sua mensagem popular do evangelho, Neor "começou a exaltar-se no orgulho de seu coração e a usar vestimentas custosas, sim, e até começou a organizar uma igreja de acordo com a sua pregação."

De acordo com Hugh Nibley temos alguns documentos bastante interessantes no Velho e no Novo Mundo a respeito desse tipo de coisas.
O Chilam Balam, o mais antigo registro da América central fala sobre isto - como os sacerdotes seriam levados sobre os ombros do povo, vestidos em roupas de elaborada aparência e carregados pela cidade. Ele fala sobre isto quando Samuel, o Lamaita castiga o povo dizendo: "e se um homem aparacer entre vós e disser isto [que desejais ouvir] vós o recebereis e direis que ele é um profeta. Sim, exalta-lo-eis e dar-lhe-eis de vosso ouro e de vossa prata e vesti-lo-eis com roupas suntuosas;" (Helamã 13:27-28).

Temos gravuras destes sacerdotes super-vestidos sendo carregados em liteiras [Helaman 13:28]. Note também que eles nunca chamam-no de "bela aparência. É apenas custosa. Como você. . . . Como você sabe se está vendo as pinturas de um vaso e os murais da América Central, México, etc. Eles são todos exageradamente vestidos; eles se parecem com árvores de Natal ambulantes - estes grandes, sendo carregados.  [Hugh W. Nibley, Teachings of the Book of Mormon, Semester 2, pp. 217-218, 259]

Helaman 13:28  "Sim, e exaltá-lo-eis e dar-lhe eis de vossos bens...":  O mais alto prestígio para uma pessoa era ser carregada e reverenciada. John Sorenson observa que esta forma de transporte era reservada para a nobreza e outras pessoas dos níveis sociais mais alatos. Usar qualquer outro meio de transporte seria abrir mão de um privilégio e rebaixar-se.  Líderes sagrados e privilegiados também eram carregados em liteiras no Velho Mundo desde o leste do Mediterrâneo até o sudoeste da Ásia, nos tempos antigos. [John L. Sorenson, Images of Ancient America, p. 58]

Copyright © 1999-2002 Ancient America Foundation