NOSSA MISSÃO

Divulga artigos de pesquisas científicas escritos por cientistas e pesquisadores SUD.s e não SUD.s, profissionais e amadores, a respeito da arqueologia, antropologia, geografia, sociologia, cronologia, história, linguística, genética e outras ciências relacionadas à cultura de “O Livro de Mórmon - Outro Testamento de Jesus Cristo”, uma das quatro obras padrão de “A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”.

O Livro de Mórmon conta a história dos descendentes do povo de Leí, (profeta da casa de Manassés), que saiu de Jerusalém no ano 600 a.C. (pouco antes do Cativeiro Babilônico) e viajou durante 8 anos pelo deserto da Arábia às margens do Mar Vermelho, até chegar na América (após 2 anos de navegação), desembarcando provavelmente em algum lugar da Mesoamérica (região que inclui o sul do México, Guatemala, Belize, El Salvador, Honduras, Nicarágua e parte de Costa Rica), mais precisamente a região vizinha à cidade de Izapa, no sul do México, onde, presumem os estudiosos, tenha sido o local de assentamento da primeira povoação desses colonizadores hebreus .

Este blog não é patrocinado nem está ligado oficialmente a qualquer denominação religiosa. Todo conteúdo apresentado aqui representa a opinião e é de total e exclusiva responsabilidade de seus autores, que sempre estão devidamente identificados.

domingo, 27 de junho de 2010

GEOGRAFIA - Por Que a Mesoamérica?



Alan C. Miner e Editores da AAF
www.ancientamerica.org

Tradutor Elson Carlos Ferreira – Curitiba/Brasil

Há várias razões pelas quais nenhum outro lugar na América do Norte ou do Sul, exceto a Mesoamérica, corresponde aos critérios geográfico conforme descritos no Livro de Mórmon.
MESOAMÉRICA, (cuja etimologia grega tem o significado aproximado de América intermédia), é o termo com que se denomina a região do continente americano que inclui aproximadamente o sul do México (a partir de uma linha que parte do rio Fuerte e se prolonga para sul até aos vales do bajío mexicano, rumando depois para norte até ao rio Pánuco), e os territórios da GuatemalaEl SalvadorBelize bem como as porções ocidentais da NicaráguaHondurasCosta Rica. Várias civilizações pré-colombianas entre as mais avançadas e complexas de toda a América desenvolveram-se aqui ao longo dos séculos anteriores à conquista espanhola do México, incluindo os  olmecasteotihuacanosastecas e maias. Trata-se de uma macrorregião cultural de grande diversidade étnica e linguística, cuja unidade cultural está baseada no que Paul Kirchhoff definiu como o complexo mesoamericanohttp://pt.wikipedia.org/wiki/Mesoamérica

Distâncias Entre a Tera de Néfi e a Terra de Zaraenla

Sessenta e um por cento de toda a história do Livro de Mórmon aconteceu ou nas cidades de Néfi e Zaraenla ou seus arredores. Alma, o pai, seu grupo , rebanhos e manadas levaram pouco mais de 21 dias para percorrerem a distância entre essas duas cidades. Isto significa que 61% dos eventos mencionados no Livro de Mórmon, ou seja, quase 600 anos de história, provavelmente aconteceu dentro de um raio de  duzentas a quatrocentas milhas. Todos os centros populacionais necessários, culturas, linguagens escritas, corpos de água, áreas desérticas e marcos estratégicos tais como a estreita passagem de terra, tinham que estar circunscritos dentro de um raio de no máximo 400 milhas. Estas dimensões se encaixam na região da Mesoamérica.

Múltiplos e Avançados Centros Culturais

A cultura dos Jareditas (Olmecas) existiu aproximadamente de 2.500 a 300 a.C. no vale do Istmo de Tehuantepec, no México.
As culturas Mulequita, Lamanita e Nefita floresceram de 600 a.C. a 400 A.D.
A cultura Lamanita continuou depois de 400 A.D.
O principal lugar que corresponde com a cultura e centros populacionais que floresceram durante esse período foi a Mesoamérica. 
A cultura Maia (dos altiplanos e das planícies), a culura Olmeca, Mixteca e Zapoteca, do Vale Central do México correspondem com essas culturas.

Linguagem Escrita

Os Nefitas mantiveram registros escritos, é por isso que hoje temos O Livro de Mórmon. Sabemos que nas últimas batalhas entre Nefitas e Lamanitas os primeiros escreveram ao rei Lamanita e reeberam uma resposta dele (Mórmon 6:2-3) .Até o presente, parece que o único lugar no Continente Americano onde havia uma linguagem fonética escrita no tempo do Livro de Mórmon é a Mesoamérica.

Muitas Cidades

Até o presente, 90% dos locais arqueológicos culturalmente avançados dos tempos do Livro de Mórmon estão localizados na Mesoamérica.

Corpos de Água

Os seguintes corpos de água mencionados no Livro de Mórmon devem ser considerados:

  1. O rio Sidon - Alma 2:15
  2. As águas de Sidon - Mosias 18:8
  3. As águas de Mórmon - Mosias 18:8
  4. As águas de Sebus, - Alma 26:34
  5. A terra de águas puras - Mosias 23:4
  6. A terra das muitas águas, - Mosias 8:8
  7. O lugar onde o mar divide a terra - Éter 10:20
  8. As águas de Ripliâncum - Éter 15:8
  9. Os grandes corpos de água na terra que ficava ao norte - Helamã 3:8
  10. O Mar do Sul - Helamã 3:8
  11. O Mar do Norte - Helamã 3:8
  12. O Mar do Leste - Alma 22:27
  13. O Mar do Oeste - Alma 22:27
A Mesoamérica tem corpos de água que se encaixam com as descrições do Livro de Mórmon.

Áreas Desérticas

A terra prometida dos filhos de Leí era, aparentemente áspera o bastante para que, pelo menos, as seguintes áreas desérticas fossem consideradas:

  1. Um deserto não especificado que Néfi, Mosias, Limi, Amon e Alma vagaram por muitos dias
  2. Um deserto no oeste - Alma 22:28
  3. O deserto de Hermontes - Alma 2:37
  4. O deserto do sul - Alma 22:31
  5. O deserto do norte - Alma 22:27
  6. A estrita faixa de deserto - Alma 22:27
  7. O deserto do oeste - Alma 25:5

Mais significativo, o termo deserto parece ser adequado às terras montanhosas. A área desértica mais freqüentemente mencionada no Livro de Mórmon é a estreita faixa de deserto que “vai do mar do leste até o mar do oeste” e separa a terra dos lamanitas da terra dos nefitas. A Mesoamérica é o único lugar no continente com uma cadeia de montanhas que vai desde o mar do mar do leste até o mar do oeste. Muitas outras áreas desérticas mencionadas no Livro de Mórmon também podem ser encaixadas na  Mesoamérica.

Pequena Faixa de Terra - Estreita Passagem de Terra - Passagem Estreita

Os termos “pequena faixa de terra" (Alma 22:32), "estreita faixa de terra”  (Alma 63:5, Éter 10:20) e "estreita passagem"  (Alma 50:34, 4 Néfi 2:29) são mencionados desde o tempo de Alma em 90 a.C. até o tempo de Mórmon em 362 A.D. Eles também estão ligados ao tempo dos jareditas que datam de aproximadamente 2.500 a.C. Todos parecem ter sido de importância estratégica ao longo de muitos anos.

Na Mesoamérica, um estreito corredor estende-se da costa do Pacífico na Guatemala, através do Istmo de Tehuantepec, até a costa atlântica de Veracruz, no México. Quase todas as rotas de viagem no senti norte-sul, o comércio e os transportes terrestres passavam por este corredor desde tempos antigos, na época dos jareditas, até bem depois do tempo do Livro de Mórmon, aproximadamente em 420 d.C. Este corredor divide a “Terra do Norte” da “Terra do Sul”. Mórmon atravessou esta estreita faixa de terra cinco vezes ao longo de sua vida. A última grande batalha, tanto dos jareditas quanto dos nefitas no Monte Cumôra, ocorreram perto dessa passagem estreita. A idéia tradicional de que a região do Canal do Pananá seria esta passagem estreita que divide a terra do norte da terra do sul simplesmente não se encaixa com este critério, nem a localização para o Monte Cumôra no Estado de Nova York se encaixa com os critérios demandados pelo registro do Livro de Mórmon.

Conclusão

Um escrutínio minuncioso das palavras do Livro de Mórmon em íntima relação com os estudos científicos da geografia, arqueologia, lingüística, história antiga e outros aspectos culturais da Mesoamérica durante o período do Livro de Mórmon que têm aparecido em anos recentes, provêem fortes evidências de que a geografia de ambos coincidem um com o outro de uma maneira que não pode ser duplicada em qualquer outro local da América do Sul ou da América do Norte. Este critério provê fortes evidências de que a Mesoamérica é a terra do Livro de Mórmon.

Copyright © 1999-2002 Ancient America Foundation.