NOSSA MISSÃO

Divulga artigos de pesquisas científicas escritos por cientistas e pesquisadores SUD.s e não SUD.s, profissionais e amadores, a respeito da arqueologia, antropologia, geografia, sociologia, cronologia, história, linguística, genética e outras ciências relacionadas à cultura de “O Livro de Mórmon - Outro Testamento de Jesus Cristo”, uma das quatro obras padrão de “A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”.

O Livro de Mórmon conta a história dos descendentes do povo de Leí, (profeta da casa de Manassés), que saiu de Jerusalém no ano 600 a.C. (pouco antes do Cativeiro Babilônico) e viajou durante 8 anos pelo deserto da Arábia às margens do Mar Vermelho, até chegar na América (após 2 anos de navegação), desembarcando provavelmente em algum lugar da Mesoamérica (região que inclui o sul do México, Guatemala, Belize, El Salvador, Honduras, Nicarágua e parte de Costa Rica), mais precisamente a região vizinha à cidade de Izapa, no sul do México, onde, presumem os estudiosos, tenha sido o local de assentamento da primeira povoação desses colonizadores hebreus .

Este blog não é patrocinado nem está ligado oficialmente a qualquer denominação religiosa. Todo conteúdo apresentado aqui representa a opinião e é de total e exclusiva responsabilidade de seus autores, que sempre estão devidamente identificados.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

ARQUEOLOGIA - As Maiores Ruínas da Época do Livro de Mórmon

V. Garth Norman
 El Mirador, Peten, Guatemala:
www.ancientamerica.org

Tradutor Elson Carlos Ferreira - Curitiba/Brasil – Fevereiro/2004
Recentemente nós recebemos o primeiro relatório de progresso do atual projeto arqueológico (1977‑82) em El Mirador, Peten, Guatemala. Ele está na formar de uma antologia de documentos de oito autores diferentes, reunindo os pratriocínios da National Geographic Society, National Science Foundation, e da BYU‑New World Archaeological Foundation que foi conseguido em 1980, mas o presente volume apresenta apenas trabalhos realizados antes dessa data.

Parte 1, a primeira contribuição é um sumário de relatório de campo de 1979 feito por Ray T. Matheny, Richard D. Hansen, e Deanne L. Gurr. O local é descrito, é incluído um mapa geral do principal setor. Fotografias mostran a limpeza de um air strip, valas de saqueadores, valas dos arqueólogos, amostras de cerâmicas, salas escavadas com paredes e piso, trabalhos de pedra, e construção de paredes. Pesquisas anteriores também foram revisadas Ian Graham explorou e mapeou o local em 1962, 1967, e 1970. Ele foi acompanhado em sua terceira visita por Joyce Marcus, que coletou peças de cerâmica surface como parte de um estudo regional.

Estas cerâmicas foram finalmente estudadas por Donald W. Forsyth. Seu relatório, que aparce como a Parte 4, revela ocupação significativa nos períodos Pré-clássico Médio e Recente, (períodos do Livro de Mórmon).

Na Parte 2, Glenna Nielsen detalha escavações de valas por saqueadores.

A Parte 3, "Projeto Acalches," de Bruce H. Dahlin, John E. Foss, e Mary Elizabeth Chambers, descreve resultados de suas explorações nos bajos (locais baixos) reservatórios de água para uso agrícola. São ilustrados quatro antigas passarelas construidas sobre os bajos e presume-se que tenham funcionado como barragens ou diques. Dr. Dahlin da Catholic University of America, Washing ton, DC, iniciou seu projeto em 1978 e no ano seguinte juntou-se ao Dr. Matheny.

Estudantes de antigüidades americanas que reconhecem a Mesoamérica como a região de maior quantidade de registros históricos no Livro de Mórmon devem estar entusiasticamente interessados no projeto El Mirador project. Isolada na selva localizada mais ao norte de El Peten, Guatemala, esta antiga cidade fornece uma rara oportunidade para investigar uma das primeiras cidades Maia com a maior construção Pré-clássica Recente que evidentemente não foi overlaid pelas ocupações maias do período Clássico Recente.

Testes iniciais revelam que mais de 65% da cerâmica sherds pertencem ao  período Pré-clássico Recente (c.400 aC‑AD 100). Se estas amostras de cerâmica (que, entretanto, vieram de escavações dos saqueadores) forem reprensentativas da ocupação atual e não forem apenas resultado de ocupação estrutural, então, afirma o Dr. Matheny, El Mirador pode ser o maior local Pré-clássico conhecido na Mesoamérica.  A cerâmica overlying num piso escavado na Estrutura 34 era 100% do período Pré-clássico Recente.

Desse modo aparece como uma potencial investigação uma antiga acidade datando do período do Livro de Mórmon quando as culturas nefita, mulequita e lamanita, bem como dos sobreviventes jareditas, consolidadas de pequenos beginnings into a full‑blown civilização que se espalhou muito através da “terra ao sul” (sul da Mesoamérica?) no tempo de Cristo. Se o rio Usumacinta for o rio Sidon como acreditam muitos estudiosos da geografia do Livro de Mórmon,  então podemos ser privilegiado em ver o descobrimento em El Mirador de uma das “grandes cidades” dos nefitas citadas na região de Zarahemla  (Hel. 7: 22; 8:5, 6).

Ian Graham descreveu o local following explorations in 1967:

As estruturas de El Mirador são extremamente impressionates, a despeito de estarem em ruínas. Elas são certamente as mais massivas na area Maia, e há grandes construções em maior número aqui do que em qualquer outro local conhecido. O pico da estrutura nº 1 fica a 55 metros acima do chão plano sobre o qual está, apesar de que a construção que ela suportava desapareceu. Ela é 20% mais alta do que a base do Templo IV de Tikal. E se todo o edifício é considerado como um “templo” em vez de subestrutura,… então este templo ocupa uma area seis vezes maior do que o Templo IV. (Archaeological Explorations in El Peten,Guatemala, p. 45. Middle American Research Institute, Publication 33. Tulane University: New Orleans, 1967.)

George E. Stuart da National Geographic So ciety acredita que "o capítulo chave no desenvolvimento da recente história Maya [a na história do Livro de Mórmon, podemos adicionar] certamente repousa abaixo das grandes Colinas de El Mirador.... [Com] mais de 200 montes e ruínas de uma dúzia grandes pirâmides, o local pode ser o maior em toda a area Maia e e as mais recentes também." ("An Age of Splendo," Chapter 2 of The Mysterious Maya, by George E. and Gene S. Stuart. National Geographic Society, 1977.)

Graham encontrou dois fragmentos de esculturas erodidas em El Mirador feitos no estilo Preclássico recente e Protoclássico de Kaminaljuyii, um local na costa do Pacífico da Guatemala. Outras esculturas de mesmo estilo, feitas em pedra e estuque, foram encontradas pela equipe da BYU em suas temporadas de pesquisa de 1980 e 1981, ainda para serem relatadas.

Na opinião dos redatores, estudos das esculturas de Izapa, e este é outro raro sítio Preclássico recente e Protoclássico localizado na costa do Pacífico, revela que o estilo da escultura de Kaminaljuyu, mais conhecido como estilo de Izapa, pode representar a cultura Nefita-mulequita em muitos contextos. Uma ideologia religiosa altamente desenvolvida é espressa em algumas esculturas de Izapa, que estão se provando muitíssimo consistentes com o que O Livro de Mórmom. (Veja M. Wells Jakeman, Stela 5, Izapa, Chiapas, Mexico [University Archaeological Society, Special Publications 2, Provo, 1958] e The Complex "Tree of Life" Carving on Izapa Stela 5 [BYU Publications in Archaeology and Early History, Mesoamerican Series 2, Provo, 1958]; V. Garth Norman, Izapa Sculpture [Papers of the New World Archaeological Foundation 30, BYU, Provo. Part 1, 1973; Part 2, 1976].)

Nota dos Editores: Escavações nos sítios da Guatemala foram relatadas em três palestras apresentadas em recentes reuniões da “Society's Annual Symposium on the Archaeology of the Scriptures” (Simpósio Annual da Sociedade em Arqueologia das Escrituras). O Dr. Matheny, editor de  El Mirador ... delivered the Guest Address in 1979 entitulado, "El MiradorGuatemalaAmerica's First Big City?" (El Mirador, Guatemala: A Primeira Grande Cidade das Américas?) No simpósio de 1980, seu documento foi chamado um "Update on the El Mirador Project" (Atualização do Projeto El Mirador) enquanto seu assistente de campo, Rich ard D. Hansen, acompanhou com "Structure 34, a Preclassic (Book‑of Mormon Period) Building at El Mirador." (Estrutura 34, Uma Construção em El Mirador no Período do Livro de Mórmon) (Newsl. and Proc., 144.2, 146.5.)

O Editor, Sr. Norman, é o autor de oito documentos lidos através dos anos no Simpósio Annual. Seu documento de 1979 (não publicado) intitulado "Identifying Book of Mormon Culture in Mesoamerican Art!. (Identificando a Cultura do Livro de Mórmon na Arte Mesoamericana) tem particular relevância para as opiniões expressas acima.. (Newsl. and Proc., 143.3, 144.2, 146.5.)

Uma cronologia pouco diferente  dealt with nesta revisão foi adotada por alguns outros Mesoamericanistas: Preclássico recente, c.600/500‑100 BC; Protoclássico, c.100 BC‑AD 200; Early Classic, c. AD 200‑400/450.